O segredo de um instituto lucrativo ? És tu !

A concorrência e a situação económica não são os únicos factores que determinam a rentabilidade do teu salão.

O principal motor do teu sucesso és tu !

Tabela de Conteúdos

O segredo de um instituto lucrativo. És tu !​

Identifica os teus pontos fortes

Para fazer prosperar o teu instituto, não basta investir todo o teu tempo e energia, correndo o risco de te queimares e de te desencorajar.

Acima de tudo, deves confiar nas tuas capacidades e transformá-las em alavancas para o sucesso.

Cada pessoa tem o seu próprio conjunto de qualidades e fraquezas, e é precisamente esta singularidade que se pode tornar uma força, especialmente numa profissão de serviços como os cuidados de beleza, onde as relações humanas são centrais.

Para fazer o melhor uso do teu potencial pessoal e transformá-lo num bem profissional, precisas de o identificar !

Para o fazer, é necessário ter tempo para fazer alguma introspecção, começando por estudar os teus antecedentes :

  1. Porque escolheste trabalhar na área da beleza ?
  2. Em que áreas nos teus serviços tiveste mais sucesso ou insucesso ?
  3. Que papéis te parecem mais atractivos :
    1. conselhos ?
    2. vendas ?
    3. trabalhos técnicos ?

As respostas a estas perguntas ajudarão-te a definir os teus pontos fortes e fracos.

Por exemplo:

“Gosto de trabalhar numa cabine porque gosto do contacto directo, da abordagem cosmética e da visualização dos resultados” significa que és bastante empática, com uma mente curiosa e apaixonada.

Por outro lado:

“A gestão não é o meu ponto forte porque não compreendo os números” provavelmente trai uma falta de praticidade ou um bloqueio por numeros. Sabemos que gerir não é só numeros OK.

Qualidades e fraquezas: faz uma lista

Fazer uma lista exaustiva com, por um lado, as qualidades que se destacam e, por outro, as fraquezas.

Para tornar este mapa de ti mesmo o mais completo possível, volta aos teus sonhos de infância (que trabalhos querias fazer, por exemplo) e revê os valores que te são importantes, no fundo do teu coração.

No final, terás uma visão mais clara e, sobretudo, mais realista dos teus pontos fortes, e é com base neste potencial que terás de contar para desenvolver a actividade do teu instituto.

O teu ponto forte é o aspecto relacional e comercial ?

Então é nas vendas que podes aumentar o teu volume de negócios.

Se preferires procurar novas gamas, novos protocolos, colocar o pacote no teu Menu de cuidados/serviços sem hesitar na originalidade, é o que fará a tua reputação e o teu sucesso.

CULTIVA A TUA MOTIVAÇÃO

Se, como muitas profissionais do sector beleza, diriges o teu próprio instituto sozinha, provavelmente estás por vezes com a motivação no ponto zéro.

Nada poderia ser mais normal quando se é multi-tarefas e, que os fim de mês não são os melhores !

O que é talvez não sabes, é que mesmo que penses que estás a dar a impressão de que estás a fazer algo bem, os teus clientes sentem que estás desmotivada.

A relação que se desenvolve durante um tratamento ou um serviço, cria uma troca de energia, particularmente através do toque, que é mais ou menos positiva dependendo do teu estado de espírito.

Uma cliente que se sente relaxada ao sair do teu salão e que se sente recarregada de energia vai querer claramente voltar e será sem duvida a tua melhor embaixadora !

Recupera o teu entusiasmo

Para recuperar o teu entusiasmo, é necessário seguires estes três princípios básicos:

Reconexão ao prazer

Não se faz um trabalho só pelo dinheiro. Isto é particularmente verdade nas profissões de beleza e bem-estar onde embelezar e ajudar os outros a sentirem-se bem são uma verdadeira fonte de satisfação.

Para redescobrir este prazer diariamente, não hesites em abanar a tua rotina: começa por mudares o teu ambiente de trabalho com alguns truques de decoração baratos usando cores e iluminação.

 

Almofadas coloridas ou um xadrez, um poster na parede da cabine, ou uma nova forma de apresentares produtos para venda. Isso tornará o teu ambiente de trabalho mais atractivo e trará uma onda de ar fresco que é bom para o teu moral.

Pensa numa actividade ou num novo tratamento que podes oferecer como uma promoção de descoberta. Qualquer coisa que tenha a ver com novidade é estimulante tanto para ti como para os teus clientes.

Desperta a tua curiosidade

Trabalhar na indústria da beleza é uma grande oportunidade, porque o sector está em constante evolução, mesmo quando pensas que estás em crise e sem dinheiro, há sempre clientela para o sector de beleza, acredita !

Ler, procurar informações em blogs como OPente, seguir os meus diretos/videos, fazer cursos de formação que te façam crescer são todas oportunidades para desenvolveres os teus conhecimentos e acima de tudo para recarregares as tuas baterias.

Assim sendo, vais deixar de ter a impressão de que estsá a fazer um trabalho repetitivo e este impacto positivo sobre tii terá também um impacto positivo sobre os teus clientes.

Estabelece os teus objectivos

Não há nada melhor para te motivar do que começar cada dia com um objectivo simples e concreto em mente.

Faz uma lista das acções necessárias para conseguires e estabelece um prazo para te manter motivada. Objective SMART.

Possíveis objectivos incluem redesenhar o teu website, procurar uma nova marca inovadora e selectiva ou parceria, construir uma base de dados de clientes para um evento de vendas, etc…

Ao atingires estes objectivos, vais progredir tanto profissionalmente como psicologicamente.

Desenvolve a tua comunicação pessoal

Diz-se frequentemente (pelos próprios profissionais de beleza) que um bom profissional raramente é um bom vendedor, enquanto que o “upselling” (MacDo) é a melhor forma de aumentar o teu volume de negócios.

Como profissional, já tens os conhecimentos especializados no teu sector, também deves ter o conhecimento do teu cliente e das tuas necessidades. (Se não é o caso ou se tens lacunas, fala comigo e integra os meus cursos e mentorias)

Neste contexto, a venda deve vir naturalmente, mas na maioria dos casos, a timidez ou falta de confiança impedem-te de ir até ao fim com os teus conselhos.

Medo de ter um NÃO do teu cliente ? Medo de que seja muito caro ? Mas tu sabes o que o teu cliente tem no porta moedas ? Achas mesmo que podes saber segundo como ele esta vestido por exemplo ? Claro que não !

A boa notícia é que tu podes aprender a falar ao cliente, convencer e encontrar o tom de voz certo para oferecer conselhos !

Tens de aprender a dar conselhos

Para começar, escreve um discurso típico com caneta e papel.

Corrige injunções como “Deve…” ou “Deve fazer…” a favor de expressões positivas como “A sua pele ficará ainda mais radiante graças a este hidratante” ou “Merece a doçura deste desmaquilhante”, que são uma verdadeira promessa de prazer e fazem com que as pessoas queiram comprar o produto proposto, sem se sentir obrigadas!

Ao forçares-te a fazeres isto diariamente, vai ser cada vez mais natural e cada vez mais convincente e as vendas tão necessárias para a tua rentabilidade virão de forma muito natural. Claro, para isso tens de acreditar no que vendes, na qualidade dos teus produtos.

Revisita a tua gestão

Depois, tal como no teatro, recita-o enquanto trabalhas o teu tom de voz, testa o resultado nos teus familiares… vai em frente!

Se tiveres medo de exercer demasiada pressão sobre os teus clientes, tenta então explicar a tua cliente o que lhe está a fazer, com que produto e porquê ? Dessa forma, ao falares de maneira pedagogica com os teus clientes, não só eles vão gostar saber o porquê tu fazes isso, como também vão ver que tu és competente e que devem seguir os teus os teus conselhos (o que quer dizer, seguir os teus conselhos pós serviço)

Elaborar um plano de negócios, gerir os stocks, gerir as fichas cliente, fazer projecções para o ano, ao mesmo tempo que se mantém um registo das contas mensais… esta gestão, que é essencial para o bom desenvolvimento de um negócio, qualquer que seja a sua dimensão, raramente é o ponto forte dos profissionais de beleza. Eu adoro isso e partilhar a minha propria experiência adquirida ao longo destes 15 anos no sector da beleza mas não só! Cada experiência enriquece a pessoa que somos e isso faz com que somos uma melhor profissional também.

Quando a rentabilidade de um instituto se desfaz, é muitas vezes porque esta parte não está suficientemente desenvolvida, devido à falta de tempo, competências e meios financeiros para recorrer aos serviços de profissionais como entrar em contacto comigo e crescer juntas para atingir as tuas metas.

Agarra o teu futuro

Se notares que a actividade do teu instituto não está a progredir, talvez necessites de rever o teu posicionamento ou a tua organização de trabalho.

Esta decisão é tua, mas não a tomes sozinha, porque leva tempo e energia e é preciso um mínimo de distânciamento para que a reflexão seja produtiva.

Um consulting, para ver as coisas mais claramente

A solução mais eficaz e mais acessível é teres uma auditoria realizada por um consultor especializado no sector. É muito importante teres alguém de fora e mesmo para nós é muito interessante esse momento de partilha.

O que se pode esperar deste tipo de serviço ?

Após uma avaliação da situação existente, que dura de alguns dias a algumas semanas, a auditoria enumera uma série de possíveis melhorias, mas também explora as acções a serem tomadas para aumentar a rentabilidade, por exemplo, desenvolvendo ramos de actividade mais lucrativos e adaptados ao teu instituto.

Em suma, este momento de consulting ou auditoria se preferires, é uma perspectiva para o futuro do teu instituto e permite-te prever acções como a reorganização das tuas instalações, formação, novas parcerias, aquisição de novo equipamento, o que te vai ajudar muito a tua empresa a arrancar de bom pé !